quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Bombeiros confirmam que incêndio no Pico do Jabre, na PB, foi criminoso

22/09/2016 17h25 - Atualizado em 22/09/2016 17h25
Equipes encontraram baldes, garrafas e tecidos com combustíveis. 
Área de preservação ambiental é o ponto mais alto da Paraíba.

Do G1 PB



Incêndio já atingiu 50 hectares de mata nativa (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba)
Incêndio já atingiu 50 hectares de mata nativa (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba/Arquivo)
O Corpo de Bombeiros confirmou nesta quinta-feira (22) que foi criminoso o incêndio que atingiu a área de preservação ambiental do Pico do Jabre, na cidade de Matureia, no Sertão paraibano. No local foram encontrados baldes, tecidos e garrafas com combustível. Ainda de acordo com o órgão, moradores perceberam a presença de dois homens em uma moto, próximo aos locais onde os focos de incêndio foram iniciados. Os bombeiros informaram que o incêndio da região foi controlado nesta tarde.
 
De acordo com o comandante do 4º Batalhão de Bombeiros Militar (4ºBBM), o tenente-coronel Saulo Laurentino, desde que o incêndio começou, na tarde da sexta-feira (16), as equipes perceberam um comportamento anormal nas chamas, com aparição de focos de incêndio em lugares distintos.
 
“Nossos peritos já haviam notado isso e começaram a suspeitar. A confirmação começou a surgir na noite da terça-feira, quando uma moradora informou que viu dois homens em uma moto com alguns objetos em uma parte do pico e que logo após a saída deles, um incêndio começou a tomar conta da vegetação onde eles estavam”, disse ele.
 
Segundo o comandante, a união desta informação, com o encontro dos produtos inflamáveis e o levantamento feito pela equipe de peritos do Corpo de Bombeiros confirmaram que o incêndio foi criminoso. “Não há dúvidas para nós que participamos do combate de que foi um incêndio doloso, criminoso”, disse o comandante.
 
Fogo controlado
Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, na tarde desta quinta-feira (22), o incêndio da região foi controlado, mas as equipes vão continuar na área pelo menos até esta sexta-feira (23) para evitar que algum foco seja retomado e inibir novas ações criminosas. A estimativa do Corpo de Bombeiros é de que, em seis dias, as chamas atingiram uma área de 40 hectares.
 
Inquérito Policial
Com a confirmação de que o incêndio no Pico do Jabre foi criminoso, o Corpo de Bombeiros preparou um laudo pericial e encaminhou o documento, na manhã desta quinta-feira, para a Polícia Militar, com o objetivo de pedir rondas no local, e também para a Polícia Civil. O delegado André Rabelo confirmou ao comandante do Corpo de Bombeiros que vai abrir um inquérito para investigar o caso. Como o incêndio ocorreu em uma área de preservação ambiental, o Batalhão de Polícia Ambiental da Paraíba também foi comunicado.
 


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Bombeiros suspeitam de incêndio criminoso no Pico do Jabre, na PB

21/09/2016 17h23 - Atualizado em 21/09/2016 17h26
 
Equipe do Corpo de Bombeiros encontrou baldes com combustível no local.
Incêndio que atingiu ponto turístico no Sertão da Paraíba já dura cinco dias.
 
Do G1 PB



Incêndio já atingiu 50 hectares de mata nativa (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba)
Incêndio já atingiu 50 hectares de mata nativa (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba/Arquivo)

O Corpo de Bombeiros suspeita que pode ter sido um ato criminoso o incêndio que já dura cinco dias no Pico do Jabre, na cidade de Teixeira, Sertão paraibano. A hipótese informada nesta quarta-feira (21) surgiu depois que equipes de combate ao incêndio encontraram baldes com combustíveis na região. O incêndio começou na tarde da sexta-feira (16).

Segundo o Batalhão do Corpo de Bombeiros de Patos, no Sertão, todos os dias 50 homens estão se empenhando no combate às chamas, com apoio dos batalhões de João Pessoa, Sousa e Cajazeiras. De acordo com o oficial de operações tenente Jamir Laurentino, as equipes acharam estranho a aparição de novos focos de incêndio na região, durante a operação.

“As equipes começaram a achar estranho, pois quando o fogo era controlado em uma região, um novo foco aparecia a cerca de 2 quilômetros. Nesta terça-feira (20) foram encontrados baldes com combustível e isso levantou a suspeita de que alguém esteja ateando fogo na região, caracterizando um incêndio criminoso”, disse ele.

Por conta da suspeita, nesta quinta-feira (22) a região atingida pelas chamas vai passar por uma perícia específica de uma equipe do Corpo de Bombeiros, que pode indicar a ocorrência de incêndio criminoso. “A polícia já foi comunicada da suspeita e dependendo do que for apurado nessa perícia as medidas vão ser tomadas. Vale destacar que ainda não existe nada confirmado. É apenas uma suspeita”, desse o tenente.

Conforme o Corpo de Bombeiros, o local é de difícil acesso e possui uma mata nativa. A vegetação seca dificulta o trabalho de combate as chamas. O oficial de operações do Corpo de Bombeiros acredita que se a situação seguir sob controle, todo o fogo seja apagado até a sexta-feira (23).

Água usada na operação
Ainda de acordo com o tenente Jamir Laurentino, devido à seca que assola a região do Sertão da Paraíba, a água que está sendo usada na operação de combate ao incêndio no Pico do Jabre é de vários açudes pequenos da região, que não são usados para o abastecimento das cidades, e de poços artesianos. Como o local é de difícil acesso para a chegada de caminhões, os combatentes usam mochilas e abafadores para apagar as chamas.


 

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Incêndio no Pico do Jabre, no Sertão da Paraíba, já dura quase três dias

19/09/2016 09h56 - Atualizado em 19/09/2016 10h10
Incêndio começou na sexta-feira (16), mas apenas um foco se mantém.
Corpo de Bombeiros já controlou maioria dos focos.

Do G1 PB


Incêndio já atingiu 50 hectares de mata nativa (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba)
Incêndio já atingiu 50 hectares de mata nativa (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba)

Já dura quase três dias o incêndio florestal que atinge o Pico do Jabre, um dos principais pontos turísticos da Paraíba, que fica entre as cidades de Matureia e Teixeira, na Região do Sertão, mas apenas um foco de fogo permanece nesta segunda-feira (19). O início do fogo registrado foi registrado às 14h da sexta-feira (16) e até a manhã desta segunda-feira equipes do Corpo de Bombeiros se revezavam no combate.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Saulo Laurentino, o fogo já está sendo controlado. "No início existia quatro grandes focos e após o começo da operação e todo um trabalho realizado, só temos um. Mas ainda requer cuidados porque o fogo está perto de atingir a parte norte do Pico do Jabre", explicou.

Pelo menos 60 militares trabalham no local, de acordo com o Corpo de Bombeiros. O fogo ainda ameaçou antenas de telefonia, TV, rádio e internet. "No princípio houve essa grande preocupação, mas conseguimos afastar as chamas. Ainda não podemos garantir que as torres não vão ser atingidas, mas a probabilidade é muito pequena", disse Saulo Laurentino.
 
O Corpo de Bombeiros informou que ainda não há expectativa de apagar totalmente as chamas. Na terça-feira (20), mais militares de outras cidades vão ser deslocados para o combate.