domingo, 12 de agosto de 2012

Energia solar já é uma alternativa econômica

Energia solar fotovoltaica, ainda pouco explorada no país, vem conquistando aos poucos o Nordeste.




Quem sofre para pagar as altas contas de energia elétrica mensalmente tem agora uma alternativa extremamente viável economicamente e que não agride o meio ambiente. A energia solar fotovoltaica, ainda pouco explorada no país, vem conquistando aos poucos o Nordeste por ser uma tecnologia que converte a luz solar diretamente em energia elétrica, podendo substituir o sistema convencional inteiramente e, assim, reduzir os gastos dos paraibanos.

A doutora em direito ambiental, Ruth Pessoa Gondim, explica que essa é uma fonte de energia diferente da solar térmica, já bastante utilizada no Brasil. “A energia solar térmica é usada exclusivamente para esquentar a água do local. Já a fotovoltaica pode ser aproveitada com fins comerciais, em indústrias e residências”.

Segundo ela, o investimento necessário para a instalação dos painéis em uma casa é de, no mínimo, R$ 7 mil, preço vem caindo ao passar dos anos devido à demanda crescente.

“Algumas casas de médio porte exigem que o proprietário desembolse cerca de R$ 13 mil, mas é possível sim gastar menos do que isso”, disse. Apesar de ainda parecer ser um investimento alto, a especialista garante que o custo-benefício é bastante vantajoso para o consumidor. “A média nacional do custo de um kilowatt-hora (kWh) é de R$ 0,50. No caso da fotovoltaica, esse valor cai para R$ 0,04 (queda de 92%) e nossa previsão é que em quatro anos essa seja a forma de energia mais barata”, comentou Ruth.

CG GANHA EMPRESA
A empresa Brasilecológico, da qual a especialista é diretora, atua como revendedora de sistemas de energia solar fotovoltaico.
Com sede em Natal, a empresa deverá ser transferida para Campina Grande, após o mês de outubro, onde instalará duas usinas. “Instalaremos uma na UFCG e outra na periferia da cidade para beneficiar os moradores”, contou Ruth, acrescentando que a vinda da empresa criará entre 50 e 100 empregos diretos e indiretos.


Um comentário:

  1. Energia Elétrica Solar - Se paga em 4 anos
    http://www.youtube.com/watch?v=yhuxiin-Mcs Aneel aprovou microgeração.

    ResponderExcluir